Desenvolvedor PJ: Se o seu faturamento bruto é R$10.000,00 quanto será o valor líquido no final do mês?

Você sabia que os profissionais de TI com o faturamento de R$10.000,00 (dez mil) por mês podem pagar 6% de impostos e não 15%?

Muito profissionais pagam até 80% a mais de impostos por não terem o conhecimento necessário ou suporte contábil que utilize as estratégias legais de redução desses tributos.

Por isso, a Ellun Contabilidade preparou esse conteúdo para te mostrar a escolha perfeita para você não perder dinheiro no regime de tributação errado.

Continua a leitura que será vantajoso.

RBT 12 e os efeitos sobre a tributação

O Simples Nacional é um dos regimes tributários mais procurados pelo empreendedor. Mesmo assim, muitos empreendedores não sabem como é feito o cálculo do Simples Nacional.

Mas calma, isso é normal. Você empreendedor precisa ficar ciente do que é feito, mas não precisa saber de tudo da área contábil.

Isso se você tiver uma contabilidade que entenda realmente dos processos que devem ser feitos.

O primeiro passo é entender o que é o RBT 12.

No próximo tópico vou explicar porque esse é o primeiro passo.

O que é RBT 12?

O RBT 12 nada mais é do que a receita bruta acumulada pela sua empresa nos últimos 12 meses.

Você deve está se perguntando: “Ta, mas a minha empresa ainda não tem 12 meses de existência, como saber o RBT12 dela?

É simples, é feito uma projeção a partir da receita bruta do primeiro mês de existência da empresa.

Por exemplo: Se o seu primeiro faturamento é de R$10.000,00, a projeção fica definida para R$10.000,00 X 12 meses = RBT 12 de R$120.000,00.

Agora vamos falar sobre o Simples Nacional, e será nesse próximo tópico que você saberá porque é tão importante identificar o teu RBT12.

Simples Nacional

O Simples Nacional é um regime de tributação para micro e pequenas empresas, incluindo até os microempreendedores individuais (MEI). Esse regime até surgiu com o objetivo de diminuir a burocracia, reduzir a carga tributária e simplificar a retenção de impostos. Porém, de simples mesmo, só tem o nome.

Além de outras limitações para ser enquadrado no Simples Nacional, o teto de faturamento para estar nesse regime é de R$4,8 milhões de reais anuais.

Um grande beneficio do regime de tributação do Simples Nacional são os impostos de maneira um pouco mais simples: Todos os impostos são recolhidos através de uma única guia (um único boleto mensal), facilitando o controle e gestão financeira da sua empresa.

Como funciona o Simples Nacional

O Simples Nacional disponibiliza alguns anexos por ramo de atividade, que nos diz conforme o faturamento, qual a alíquota (porcentagem de impostos) será aplicada sobre seu faturamento mensal.

O valor encontrado após aplicação da alíquota é o imposto que terá a pagar.

Os Impostos são distribuídos da seguinte forma:

  • Anexo I – Tributação para empresas Comerciais
  • Anexo II – Tributação para empresas Industriais
  • Anexo III – Tributação para empresas Prestadoras de Serviços
  • Anexo IV – Tributação para empresas Prestadoras de Serviços
  • Anexo V – Tributação para empresas Prestadoras de Serviços

Mas, calma aê! Se tem 3 anexos para Prestadores de serviços você não deve simplesmente escolher o que achar melhor, o que vai definir qual anexo você vai utilizar é a Lei 123/06.

Onde diz que: prestadores de serviços de Desenvolvimento de Software devem ser tributados no anexo V.

Anexo V- Tabela Simples Nacional – Serviços

Sendo assim, quanto mais você fatura, mais impostos paga.

Podemos observar na primeira faixa da tabela tem a alíquota de tributação de 15,5%. Isso quer dizer que serão tributados em 15,5% as empresa que faturam entre R$0,00, e R$180.000,00 anualmente.

Se você está iniciando a sua empresa com o faturamento mensal entre R$0,00 e R$180.000,00 mensal, esta é a sua faixa de tributação no Simples Nacional.

Como saber quanto de impostos vou pagar no Anexo V?

Se o teu faturamento mensal é de R$10.000,00, você vai pegar esse valor e aplicar a alíquota de 15,5% sobre o valor. O valor encontrado é quanto pagará de impostos.

Ex: R$15,5% de R$10.000,00 = R$1.550,00 de imposto a pagar.

Mais uma vez: Quanto mais você fatura, mais impostos paga.

Estratégia para reduzir estes impostos LEGALMENTE

O gênio da lâmpada mágica passou aqui na Ellun e disse que é possível sim diminuir essa alíquota.

A legislação diz que para empresas que tiverem folha de pagamento que represente 28% do faturamento total mensal, poderá ser tributado através do anexo 3.

Veja agora a Tabela do Simples Nacional – Serviços no Anexo III

Olhando superficialmente você já consegue identificar que esse Anexo III é mais vantajoso.

Mas vamos ter certeza de acordo com os números.

Se o teu faturamento mensal é de R$10.000,00, você vai pegar esse valor e aplicar alíquota de 6,00% sobre o valor. O valor encontrado é quanto pagará de impostos.

Ex: R$6,00% de de R$10.000,00 = R$600,00 de impostos a pagar.

Para o faturamento de R$10.00,00 o DAS no anexo V é de R$1.550,00, já no anexo III os impostos ficariam R$600,00.

Uma economia de R$950,00 mensal, isso no ano se transforma em uma economia de R$11.400.

Lembrando que para o Desenvolvedor de Software se enquadrar no anexo III, ele precisa ter uma folha de pagamento de 28% do seu faturamento total.

Como geralmente esse profissional trabalha sozinho e não tem funcionários esse valor obrigatório da folha de pagamento, pode ser o pró-labore (é como se fosse o salário do sócio administrador da empresa). E dessa forma, desse pró-labore é descontado 11% de INSS e Imposto de Renda.

Então, os impostos totais para a empresa que fatura R$10.000,00 é de R$952,1

Mas talvez você ainda se pergunte: Ué, o imposto reduziu mas tem INSS e IR para pagar, ainda é vantajoso?

Claro que sim, já que no anexo 5 o seu total de impostos é de R$1.695,00 e no anexo 3 é de R$952,1.

Uma economia de R$742,9 mensalmente.
Anualmente estamos falando de R$8.914,8 que poderia ter sido “jogado fora”.

Prestação de Serviço para empresa estrangeira

Aí o cenário fica mais lindo ainda.

Logo, prestadores de serviços para empresas estrangeiras tem benefícios tributários.

E não pagam os impostos ISS, PIS e CONFINS. Claro que para isso a sua contabilidade deve ter o entendimento correto do processo adequado a ser feito.

Vamos ver agora nesse mesmo cenário do anexo III como fica a tributação para prestadores de serviços para empresa estrangeira.

Com faturamento mensal de R$10.000,00

O DAS é de R$305,00 + 308,00 INSS +44.1 IR = R$657.1

Se você ainda não sabe qual anexo do Simples Nacional é mais vantajoso para a sua empresa, clique no botão abaixo e fale com um contador especializado.

Com o faturamento de 10k qual será meu Lucro?

  • Faturamento: R$10.000,00
  • Despesas:
    DAS: R$600,00
    INSS:308,00
    IR:44,10
  • Lucro Liquido: R$9.047,9

    Nesse calculo não foi incluído o valor da assessoria contábil mensal que deve ser feita. Para consultar, basta clicar aqui e solicitar um orçamento.


É importante frisar que para você descobrir o que realmente vale a pena você deve buscar a ajuda de uma contabilidade expert no assunto para:

  • Tomar uma decisão mais assertiva;
  • Ter conhecimento especifico para o teu nicho;
  • Serviço personalizado;
  • Melhor atendimento;
  • Menos burocracia com uma contabilidade que entenda do teu negócio.

E o mais importante, toda SEGURANÇA fiscal e contábil que você precisa ter para a Receita Federal não bater na sua porta. 🚪

Contabilidade Especializada Para Desenvolvedor

A Ellun Contabilidade é especialista no atendimento de Profissionais de Tecnologia, que prestam serviço para empresas brasileiras e estrangeiras. Inclusive, adequamos dezenas de Prefeituras Municipais ao entendimento tributário sobre exportação de serviço.

Já que muitas prefeituras não sabem do que se trata a exportação de serviço, entramos com um processo administrativo e regularizamos.

Entre em contato com a Equipe Ellun Contabilidade, se você quer saber como ter processos seguros e sem burocracia (já que cuidamos de tudo).

Recebo renda do exterior e não trouxe o valor todo. É necessário emitir nota fiscal? 

TIRE SUAS DÚVIDAS NO WHATSAPP

Possui CNH?
Você precisa de qual certificado?