BLOG

Trabalho como CLT ou PJ?

Publicado em 12/09/2019
Clt ou Pj

O mercado vem mudando, assim como as Leis Trabalhistas e as Pessoas. 

Já é comum vermos empresas contratando prestadores de serviço como forma de diminuir seu desembolso com encargos trabalhistas.

Mas será que vale a pena deixar de trabalhar em CLT para trabalhar como PJ?

 Bem, A resposta para esta pergunta é bem relativa!

Quando se opta por trabalhar como PJ, a você abre mão de alguns direitos como Seguro Desemprego, Férias, 13º Salário e Multa de 40%. Isso acontece porque você passa a receber por serviços prestados.

Porém, quando a proposta de prestação de serviço é feita, em geral, as empresas dão um aumento equivalente ao que receberia se estivesse como CLT. Vamos ao Exemplo:

Custo de um Funcionário para a Empresa

Clt ou Pj

 Conforme tabela, o salário em CTPS para o funcionário é de 3k mensal.

E por outro lado, o custo dele, para a empresa, é de R$ 4.830,33 mensal. Isso porque dentro deste valor está incluso FGTS, Férias, 13º salário e custos patronais (empresa) que são valores que seguem para o governo.

Destes R$ 57.964,00, o valor que efetivamente cai na conta do funcionário é de R$ 46.440,00. A diferença de R$ 11.524,00 é o que segue para a previdência.

Dentro deste sistema, o que as empresas contratantes fazem?

Ao invés de pagarem 3k mensal como CLT, propõe pagar 4k – 4,5k para os prestadores de serviços, conforme entrega dos serviços combinados. Diminuindo dessa forma, seu custo com encargos previdenciários.

Supondo que a proposta para trabalhar como prestador de serviço PJ seja de R$ 4.500,00, este seria o custo para a empresa:

Clt ou Pj

Isso que dizer que, mesmo a empresa aumentando o salário em 1,5k, ela ainda reduziria o custo com encargos sociais em  R$ 3.964,00

Descontos do Funcionário como CLT

Clt ou Pj

Como demonstrado na tabela, após desconto de INSS e IRRF (Imposto de renda retido na fonte), o liquido recebido pelo funcionário CLT é de R$ 2.612,55.

Dessa forma…

Comparando os cenários, um lhe permitirá mais liberdade, já que poderá pegar mais serviços para realizar e passará a trabalhar por demanda além do ticket médio dos serviços prestados ser maior.

Já no no segundo cenário, você terá as obrigações normais de um funcionário, com férias e 13º salário garantidos em suas respectivas datas.

Conclusão

Sendo assim. é necessário uma análise dos benefícios gerado em cada cenário, assim como analise do que abrirá mão, para que tome uma decisão mais acertada.

Ficou claro para você?

Então compartilha com seus amigos(as) para ajuda-los(as) também! Basta escolher o botão de sua rede preferida logo aqui abaixo e mandar para quem desejar.

E se ficar mais dúvidas, nós da Ellun Contabilidade estamos a disposição para ajuda-lo(a)!


×

Olá!

Clique aqui e fale conosco diretamente no WhatsApp

× Fale conosco